Emaús Pelotas: 40 anos de Evangelização da juventude



Emaús Pelotas: 40 anos de Evangelização da juventude
27 Junho
2015
Escrito por: Gabrielle de Castro Torma
Publicado em: Pelotas

Em 1968, o Emaús era fundado no Brasil por Monsenhor Benedito Mario Calazans. Através de cursos de valores humanos e cristãos, busca-se evangelizar jovens, que após três dias de experiência de Deus voltam à suas comunidades de origem crescidos na fé.

O movimento tem como padroeiro São João Batista que é identificado por sua missão de anunciar e evangelizar com sua palavra e com o exemplo de sua vida, sendo aquele que despe-se de si mesmo para que Cristo apareça. E é isso que o Emaús faz, anuncia o Senhor. Os missionários, depois que O descobrem, aprendem que é possível viver com mesma fé que é relatada na Bíblia, evangelizando e levando a Boa Nova à todos. Jesus dá seu próprio testemunho sobre a missão de João quando deseja ser por ele batizado, afirmando que ele é mais que um profeta, pois foi enviado para preparar o caminho do Messias.
Este ano, em Pelotas, o Emaús completa seus 40 anos e uma agenda especial foi preparada para a comemoração. Na última quarta-feira, 24 de junho, aconteceu uma audiência pública na Câmara de Vereadores da cidade proposta pelo vereador e membro da comunidade, Luis Henrique Viana. Nesta ocasião o movimento recebeu o título de Instituição Emérita. Lá, se fizeram presentes pessoas importantes nesta história, que puderam compartilhar com a sociedade pelotense a alegria de fazer parte desta aldeia. O atual prefeito Eduardo Leite, por exemplo, reconheceu no Emaús uma grande importância em sua vida, pois fez parte de um dos grupos e nele recebeu os ensinamentos cristãos, apoio e coragem para ingressar na política.
O Emaús celebra a trajetória de evangelização junto a aproximadamente sete mil jovens, diante de uma nova perspectiva em uma geração tecnológica e individualista. Com quatro cursos a cada ano, sendo dois femininos e dois masculinos, o movimento em Pelotas segue evangelizando. Nestes encontros, a vida de quem participa se renova e o impulsiona a testemunhar o amor a Deus e ao próximo. Os jovens Pedro Szechir e Katiucia Lessa, participantes do movimento, contam que o Emaús mudou sua vida. Mesmo para eles parecendo clichê, é a única coisa que pode ser dita, pois a maneira que encontram de provar essa afirmação é através de suas atitudes, escolhas, vivências nos grupos, relação com o próximo e tudo isso a exemplo de Cristo.
A missão não termina aqui, que venham mais 40, 80, 100 anos e com eles o compromisso contínuo de anunciar e testemunhar o amor de Cristo entre os jovens.

 

Lida 909 vezes

Notícias por Diocese

Acesso Privado

Últimos Eventos


Sem eventos

Apoiadores

×

Atenção

JLIB_CLIENT_ERROR_JFTP_WRITE_BAD_RESPONSE